SUPOSTA “ERVA DANINHA” É NA REALIDADE UM SANTO REMÉDIO!

dentedeleao
Provavelmente todos nós nos lembramos de correr pela grama quando crianças e admirar pequenas flores amarelinhas que se transformavam em “flor de assoprar”… e levavam em cada pétala suas sementinhas. Essa florzinha me lembra muito minha infância, e creio que pra muitos de vocês, também, não é mesmo!? Na realidade esta planta se chama Dente-de-leão e possui diversos benefícios medicinais!
O Dente-de-leão é super rico em nutrientes! As folhas tem um gosto que lembra rúcula e está repleto de betacaroteno (o corpo transforma betacaroteno em vitamina A, essencial para a visão e para uma pele saudável). Além de conter vitamina C em grandes quantidades e vitamina E também!
Particularmente prefiro comer as folhas de dente-de-leão cruas, misturando à outras folhas, em forma de salada e em sucos, batidos com maçã.
As flores também são comestíveis! Nas flores encontramos compostos chamados flavonóides, que dão às flores sua cor amarela. Os flavonoides são antioxidantes, assim como aqueles encontrados no chá verde e no vinho/suco de uva integral, que ajudam na prevenção de doenças.
As flores podem ser postas diretamente na salada, cruas, ou refogadas com legumes. Estudos demonstram que estas florzinhas estimulam o estômago, o baço e o pâncreas, e nos ajudam com a digestão.
As raízes também podem ser utilizadas, geralmente na forma de chá. Seu uso é bem conhecido ao redor do mundo, e se aplica à limpeza do fígado, acne, câncer, anemia, hipertensão, problemas de vesícula e sintomas pré-menstruais, como retenção de líquidos.
O dente-de-leão é um diurético natural que elimina toxinas e excesso de água do corpo, além de purificar o sangue. Quando o sangue se purifica, o fígado tem menos trabalho. Muitas pessoas estão com o fígado sobrecarregado. O fígado é o órgão responsável por metabolizar a a maioria dos medicamentos, remove metabólitos do álcool e das comidas gordurosas. O dente-de-leão não é benéfico somente para o fígado, mas também para seu “colega de trabalho”, a vesícula biliar. A vesícula biliar é responsável pela formação de bile, que permite que o corpo quebre as gorduras, e um fluxo biliar adequado é essencial.
O dente-de-leão também possui ação diurética, estimula você a urinar mais. Todo o trato urinário é beneficiado, e naturalmente, ajuda a reduzir a pressão arterial.
O dente-de-leão também é excelente para diabéticos, pois ajuda o organismo a produzir insulina e controlar o açúcar no sangue. Também desempenha um papel importante na saúde dos ossos, pois contém uma quantidade bem significativa de cálcio.
Além disso, está repleta de vitamina K, que nos protege contra doenças vasculares, varizes, osteoporose, demência, possui efeito bifidogênico, ou seja, melhoram nossa flora intestinal, e ainda é maravilhosa para deixar unhas e cabelos fortes!
Agora você já sabe que esta pequena flor, considerada erva-daninha e indesejada por muitos, é, na realidade, uma bênção de Deus em seu próprio quintal!
Texto por Dra. Loraine Targa – Nutricionista
Para mais informações sobre nutrição e alimentação saudável, curta minha página!
Jeon HJ, Kang HJ, Jung HJ, Kang YS, Lim CJ, Kim YM, Park EH. Anti-inflammatory activity of Taraxacum officinale. J Ethnopharmacol. 2008 Jan 4;115(1):82-8.
Clare BA, Conroy RS, Spelman K. The diuretic effect in human subjects of an extract of Taraxacum officinale folium over a single day. J Altern Complement Med. 2009 Aug;15(8):929-34.
Schutz K, Carle R, Schieber A. Taraxacum-a review on its phytochemical and pharmacological profile. J Ethnopharmacol. 2006;107(3):313-23
Swanston-Flatt SK, Day C, Flatt PR, Gould BJ, Bailey CJ. Glycaemic effects of traditional European plant treatments for diabetes. Studies in normal and streptozotocin diabetic mice. Diabetes Res. 1989;10(2):69-73.
Trojanova I, Rada V, Kokoska L, Vlkova E. The bifidogenic effect of Taraxacum officinale root. Fitoterapia. 2004;75(7-8):760-3.